"Praçarela" na Av. Brasil

por
Jaime Colorado
Jaime Colorado | Mar 5, 2015 | em Mobilidade Urbana

Área com maior ocupação por imóveis da cidade, as margens da Av. Brasil nos bairros de Bonsucesso, Ramos e Olaria são os que contam com a menor disponibilidade de áreas publicas para circulação, lazer, esportes e cultura no Rio de Janeiro:

Os bairros estudados são marcados por uma maioria de áreas alteradas e urbanizadas. O bairro de Ramos é o mais urbanizado, seguido por Olaria e Penha.

... Segundo dados do Instituto Pereira Passos, os bairros estudados localizam-se na AP- 3, que apresenta áreas destinadas ao lazer muito inferior as áreas da AP-2, onde se encontram os bairros da Zona Sul. A AP-3 tem no total de 1.306.486 metros quadrados de área de lazer, distribuídas em praças, parques, jardins e outros. Cerca de 88 539 494 metros quadrados da AP-3 são destinados a áreas de parque. Todavia, não há nenhum parque nos bairros abrangidos pelo trecho/etapa 02 da Transcarioca. Na área estudada, somente são encontradas áreas de praças, jardins, entre outros.

... As praças, segundo os dados do IPP, são o tipo de espaço público mais comum nos bairros estudados, nas quais a população pode encontrar brinquedos infantis, quadras de esporte, bem como realizar atividades de comunhão social. A ausência de parques em todos os bairros e a ausência de jardins em Ramos, Olaria e Penha - bairros densamente habitados - nos revela que as praças são os espaços fornecidos pelo Estado para a socialização. No entanto, essas ainda se mostram em quantidade insuficiente, considerando as necessidades locais.

  Secretaria Municipal de Obras Coordenadoria Geral de Obras 5ª Gerência de Obras

Fonte: http://www.poiesiseditora.com.br/sites/g/file...tapa2_.2011.pdf  

Esta necessidade ficou mais evidente com a interrupção do trafego na Av. Brasil, quando da montagem do viaduto para a Transcarioca:  

http://globotv.globo.com/rede-globo/bom-dia-r...eriado/3298809/  

Hoje este trecho da Av. Brasil, além do relatado acima,  é permeada por passarelas comuns, responsáveis pelos deslocamentos à pé entre os bairros citados, e já se encontram saturadas.  

A proposta é a construção de uma plataforma sobre os trechos entre as passarelas 8 (Av. Paris) e 10 (Av. Postal), sobre as pistas centrais da Av. Brasil, integrado com as plataformas de embarque da Transbrasil, onde seja possível construir um grande parque sobre, com várias alças de acesso para pedestres passando sobre as pistas laterais da Av. Brasil.  

O modelo já executado em outros lugares do mundo, foi apresentado para a Av. Presidente Vargas , no Centro do RIo, e para o Maracanã por sobre o trilho do trem e a R. Visc. de Niteroi, e poderia ser aplicado a Av. Brasil, onde o impacto positivo é maior.

editado em mar 11, 2015 por Jaime Colorado
Não há comentários ainda. Seja o primeiro a comentar!
Share