Adolescentes Politizados - Educação Política e Cidadã

Estimular o ensino da estrutura política brasileira nas escolas para educar os jovens a ter desde cedo uma consciência política.

Explicando melhor

Não falo de ensino partidário, nem de ensino anárquico, mas de tornar possível o ser politizado. A ideia é estimular os alunos a conhecerem os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, o papel desempenhado pelos vereadores, deputados e outros atores, bem como toda a responsabilidade de cada um. Política é igual a matemática. Você não tem que gostar, mas tem que saber.

Este ensino pode ser feito mediante alguma iniciativa ou projeto da Prefeitura em parceria com as escolas reforçando o ensino da Sociologia. Nossas escolas precisam desenvolver o senso crítico, estimulando o questionamento dos alunos para que possam tomar suas decisões. É muito importante o conhecimento político, pois é a política que conduz o destino da população. É preciso ajudar os alunos a abrir caminho para um voto consciente.

Ser politizado é entender como funcionam as relações de poder na sociedade. A democracia começa pelo conhecimento das regras do jogo. É fundamental que os jovens conheçam essas regras. 

Usuários marcados
editado em set 18, 2014 por William Junior

João Rocha Sep 18, 2014

William falo muito disso, a participação social é muito discutida, mas não se discute a qualidade desta participação. As pessoas precisam estar minimamente capacitadas, entendendo o ambiente em que vive e as relações políticas que nele acontecem. Somente com ensino de legislação e cidadania mas escolas que esta consciencia coletiva acontecerá.

 

;) ótima ideia.

William Junior Sep 18, 2014

Exatamente João! E esta capacitação com qualidade, precisa iniciar cedo na vida das pessoas. Penso até que este conteúdo poderia ser aplicado para crianças. Este ensino é importante em todas as séries da educação básica. Basta nivelar o conhecimento de acordo com a etapa.

Obrigado pelo comentário!

Eduardo Rua Sep 18, 2014

William,

Excelente ideia. Acredito que isso ajudaria muito na transparencia que eh tanto prometida. Conhecer as responsabilidades de cada funçao publica e saber cobrar ou reconhecer se a proposta atual é a mais adequada ao ser considerada todas as limitacçes/implicaçoes, tem sido a maior dificuldade, na minha opiniao, da nossa juventide tentando ser mais politizada.

Por mais que eu me esforce tentando buscar informaçoes por conta propria, diversas vezes tenho a impressao de nao conseguir dados suficientes pra poder opinar numa questao importante pra cidade.

Mesmo estudando em boas escolas, terminei meu ensino superior sem ter tido oportunidade de conhecer como funcionam coisas basicas como a estrutura politica da minha cidade, documentos de planejamento urbano fundamentais da cidade: plano diretor, legislaçao de concessoes para serviços urbanos, etc

Alem de corrigir isso atraves do ensino escolar, a prefeitura poderia usar dessa interaçao social-digital divulgando videos explicativos, que facilitaria pra populacao que quer entender como as coisas funcionam. Hoje, a maioria nao tem tempo de ir atras de documentos imensos, com linguagem juridica e de dificil compreesao.

William Junior Sep 18, 2014

Primeiramente agradeço pelo comentário Eduardo! 

Lamentavelmente, este é um problema de base. É um problema estrutural. Os saberes tão importantes para a formação dos cidadãos, no que diz respeito a questões como a política, nos parecem cerceados. É mais lamentável que isso ainda ocorra atualmente, em uma época onde as informações se nos chegam à palma da mão. Sem dúvida o meio digital pode e deve ser usado para auxiliar neste processo. 

Mais uma vez, obrigado pelo comentário. Se não votou, curte a ideia e vamos amadurecer estes pensamentos.

Forte abraço!

Usuários marcados:

Giuliano Nascimento Sep 18, 2014

Isto não é uma idéia, é uma necessidade.

Mas, infelizmente, depois de estruturada e em funcionamento, uma idéia destas seria utilizada como meio de doutrinação pelas forças políticas vigentes e não como ferramenta neutra de esclarecimento.

A direita tem como princípio a liberdade (de mercado, econômica, etc.) e pouca interferência do Estado, e a esquerda a de igualdade de condições e grande interferência do Estado, e por estes motivos, já fica claro que, com uma esquerda doente no poder, isto iria ser uma excelente ferramenta de doutrinação política, anulando a capacidade de pensamento amplo e que cada um tenha sua própria opinião.

Na minha opinião, tanto a esquerda quanto direita tem pontos positivos e negativos. Aproveitar o melhor de cada seria uma boa alternativa, e o conhecimento rico, como você sugere, seria o alicerce para uma sociedade melhor e mais sadia, mas infelizmente a luta pelo poder polariza e destrói tudo, até nosso futuro.

 

William Junior Sep 19, 2014

Boa tarde Giuliano!

 

Entendo seu ponto de vista, mas é fato que as pessoas sofrem e são mantidas na obscuridade. Não apresento nenhum parecer técnico ou dado comprobatório, mas é fato que a grande maioria sequer conhece os papéis exercidos pelas pessoas em quem elas votam. Sabem pouco sobre nossa as relações políticas e tudo o que as rodeiam. Então creio ser mais interessante arriscar. O cuidado a ser tomado seria ter uma fiscalização deste serviço, e que fosse totalmente transparente e participativa.

Um abraço!

Usuários marcados:

Marco Lages Oct 25, 2014

O importante é que o ensino se restrinja somente a estrutura e as formas doutrinárias existentes e não sobre qual é a forma mais adequada para nossa realidade. É a mesma coisa que um psicólogo ter aula de psicanálise e depois decidir se vai preferir as correntes freudianas, jungianas, ou lacanianas.

É assunto para Ensino Médio, onde o aluno já tem estrutura suficiente para tirar suas próprias conclusões. E a prova escrita mostra se existe um viés doutrinário ou não. Hoje em dia, com a internet, é fácil denunciar abusos nesse sentido.

View all replies (2)

Claudia Martins Durán Sep 18, 2014

Acho muito interessante a proposta. O problema é que hoje em dia a escola não tem se tornado atrativa e isto não é privilégio das escolas públicas, as particularem não desenvolvem o pensamento crítico. Aos pouquinhos chegamos lá. Boa ideia.

William Junior Sep 19, 2014

Boa tarde Claudia! 

Certamente, nossos jovens precisam ter seu senso crítico aguçado. Vamos estudar as possibilidades e amadurecer essa ideia. 

 

Um abraço!

Beatriz Novaes Sep 18, 2014

Isso já acontece em muitas escolas de Ensino médio e também Municipal ( 2o ciclo).Nas boas escolas públicas, os alunos constituem grêmios, votam nos representantes de turmas e aos poucos vão aprendendo a lidar com a política.

Carlos Marins Sep 19, 2014

Beatriz, concordo com você. Mas acho que a escola deveria ser solicitada a estimular  a criação dos grêmios como uma forma de pontuação para o 13º salario, o que seria um bom incentivo.

 

Beatriz Novaes Sep 19, 2014

Olá Carlos,

a criação de Grêmios Estudantis é feita pelos próprios alunos,os bons diretores sabem a importância disso e estimulam os alunos a se mobilizarem. Não entendi o que isso tem haver com 13o salário.Sou super a favor de incentivos para os professores mas sempre vinculados a cumprimento de metas e bons resultados acadêmicos dos alunos.

Carlos Marins Sep 19, 2014

Oi Beatriz,

A prefeitura do Rio tem estimulado contrato de metas com cada secretaria para pagamento de 13ºsalário aos servidores, entendo ser possível estabelecer a criação dos grêmios como um dos indicadores para compor as metas da SME. A SMS tem estimulado as unidades de saúde a criarem os  Colegiados Gestores Locais, ferramenta de estímulo a participação social na gestão das unidades, e tem dado muito certo. Ressalto que não faz parte do conjunto de metas estabelecidas para pagamento do 13º mas acredito ser possível também.

 

 

William Junior Sep 19, 2014

Boa tarde Beatriz!

Creio ser o bastente olhar ao nosso redor para perceber que a enorme maioria de nossos concidadãos não tem o menor conhecimento político. Não conhecem nada da Constituição Federal, dos Poderes, dos cargos daqueles em quem eles votam. O que há hoje nas escolas é insuficiente. A constituição dos grêmios e o voto em alunos representantes são atos democráticos, mas não apresentam nossa estrutura políca e importância para o povo. 

Faço um convite para que possamos amadurecer esta ideia.

Um abraço!

 

 

Usuários marcados:

View all replies (4)

Roberto Raposo Sep 19, 2014

Parabéns Willian!

è importante destacar que não se trata da discussão da política partidária, mas da educação "conscientização" do papel de todo ser político e sua responsabilidade social, ante toda a sociedade.

William Junior Sep 19, 2014

Boa tarde Roberto e obrigado pelo comentário!

Sem dúvida. Não é um ensino sobre política partidária. É ensinar os alunos sobre a estrutura política nacional, sobre a Constituição, sobre a constituição dos ministérios, ministros, cargos eletivos, etc.

Nos ajude a desenvolver essa ideia.

Um abraço!

Usuários marcados:

Beatriz Novaes Sep 19, 2014

Concordo William, sou da antiga e no meu tempo de escola aprendíamos isso na aula de História . Acho que através de projetos e workshops seria bem interessante.

View all replies (2)

Eli Geovane Sep 19, 2014

Muito Bom William precisamos disso.  Assim como enfiam a guela abaixo as linguas estrangeiras e tudo mais, nada melhor do que ter uma disciplina ou workshops mensais interativos sobre política.

A mesa redonda nas escolas e instituições educacionais precisa acontecer. 

William Junior Sep 19, 2014

Boa tarde Eli!

Certamente. Nosso povo tem muito a ganhar se for conhecedor destas questões tão importantes. Te convido a nos ajudar a amadurecer esta ideia.

Abraço!

Usuários marcados:

João Rocha Sep 21, 2014

Dia desses vi no encarte de um candidato a lei que 'ele criou'  -

Inserção da matéria Formação Cidadã nas disciplinas da rede pública de ensino (Lei 4944/06)

Nunca vi sendo aplicada, mas acredito que a ideia foi essa!

a questão a ser discutida é quem vai dar essa matéria e em qual horário. Caso tenhamos uma escola de tempo integral, tem horário de sobra, caso contrário (mesmo que eu ache fundamental) se torna inviável.

William Junior Sep 24, 2014

Eu responderia exatamente o que o Giuliano respondeu abaixo João. Anos atrás existia a matéria "Educação Moral e Cívica". Talvez fosse possível trazê-la com uma nova roupagem, aplicada por pessoas capacitadas e com o devido conhecimento para isso, tal como nas demais matérias. Ou, em forma de um projeto complementar a ser inserido e aplicado em paralelo.

Giuliano Nascimento Sep 22, 2014

Antigamente existia a disciplina "Educação Moral e Cívica"...

Luti Guedes Oct 2, 2014

Tomara que essa ideia vá pra frente!!! Também acho mega importante!! 

William Junior Oct 6, 2014

Agradeço  o comentário e o voto favorável Luti! 

Lamentávelmente há quem vote contra. Gostaria muito de ver algo assim implantado nas escolas. Indo votar você percebe que a grade maioria das pessoas está politicamente perdida. Desconhecem a missão de cada cargo político e apresentam discursos rasos, motivados muitas vezes por promessas ainda mais rasas de políticos oportunidas. 

Nosso povo precisa conhecer mais de muitas coisas, e penso que uma delas é a política. Espero que este tipo de educação chegue aos nossos pequenos para que possam desfrutar de um Brasil mais digno e equitativo.

Um abraço!

Marco Lages Oct 25, 2014

Só e contra quem se beneficia pela desinformação da população...

 

View all replies (2)

Eduardo Rua Oct 4, 2014

Assistir o horário eleitoral me fez lembrar a sua idéia.

Não precisei nem ser expert, pra ver que algumas das promessas apresentadas pelos candidatos(pra não falar a maioria) são totalmente fora da atribuição do cargo que eles estão disputando. Ou que, mesmo as coerentes, representam apenas uma pequena parte da tarefa que se espera deles nos 4 anos de mandato.

Lembrei também que na eleição anterior pra deputado federal, o Tiririca recebeu mais de 1 milhão de votos em SP ao prometer explicar pra quem votasse nele o papel de um deputado federal.

Ao meu ver não conseguiu, alias nem era a sua pretensão realmente. Era só uma piada e de mal gosto, mas repensando a proposta dele e relacionando com sua ideia, acho que ele teria sim dado uma excelente contribuição pra sociedade se tivesse conseguido explicar esse papel.

Os nossos votos nessa eleição teriam sido bem mais eficientes. Como espero que um dia ainda sejam.

William Junior Oct 6, 2014

Oi Eduardo! 

É sem dúvida lamentável este nosso status quo. É absurdamente abrasivo e ao mesmo tempo parece ser imperceptível. O pior é que a política foi "demonizada" pelas pessoas que a olham com total descrédito. Uma vez que os bons se afastam dela, quem dela se aproximará? 

Precisamos verdadeirmante ter expandidos os nossos horizontes. Ainda que talvez não sejamos nós os privilegiados em contemplar as mudanças, que sejam nossos filhos e netos. Mas para isso, algo precisa ser feito hoje. Creio que este ensino faria parte de todo um esforço para promover este futuro.

Usuários marcados:

Alana Pacheco Oct 6, 2014

Essa é uma boa ideia, acho fundamental todos terem uma noção mínima do que é política e se isso fosse posto em prática, poderia ter aulas abertas ao pessoal mais velho, mais ou menos como a alfabetização de adultos.

William Junior Oct 24, 2014

Concordo Alana. Havendo oportunidade, esta ideia pode vir a ser um projeto mais completo. Obrigado!

RodrigoRJ Oct 9, 2014

Vivo falando isso. "Cidadania, Política e Estado" é uma disciplina que precisa URGENTEMENTE ser incluída na grade escolar. É muito mais importante do que N coisas que se ensinam na escola.

Luiz Eduardo Kersten Oct 13, 2014

Muito boa ideia. Mal comparando quando estudei meu primeiro e segundo graus eram obrigatórios as cadeiras de OSPB e Eduacação Moral e Cívica. Não sei porque foram retiradas da grade escolar.

Apoio sua ideia. Acho que o problema de nosso País é a falta de conscientização. Estou escrevendo um livro(lentamente), sobre este tema.

Parabéns.

 

William Junior Oct 24, 2014

Obrigado Kersten! Essa ideia teria aplicações talvez um pouco diferentes da antiga Educação Moral e Cívica, mas seria sem dúvida muito benéfica. Um abraço!

José Nicodemos Oct 19, 2014

Sugiro que volte a grade de ensino as materias moral e cívica e OSPB, apoio porque conhecimento e informação contribui para uma formação política .

William Junior Oct 29, 2014

Bom dia Sr. José!

Creio que esta ideia é um pouco diferente da antiga Educação Moral e Cívica, mas concordo plenamente que o conhecimento e a informação contribuem sim para uma formação política. Precisamos disso!

Obrigado!

José Nicodemos Oct 19, 2014

          Sugiro que Durante as olimpiadas todos os hospitais publicos ou particulares atendam os casos de urgência sem custos para o usuário. Evitando danos para a vitima e atraso na resolução dos problemas.

DIEL Oct 19, 2014

Acho que minha sugestão vai de encontro à essa ideia. Vejam:

Aulas de psicologia, filosofia, sociologia antropologia, artes, sustentabilidade, economia e política.

https://desafioagorario.crowdicity.com/post/66934

Marco Lages Oct 25, 2014

Essa idéia tem que ser a nível nacional!!! O Romário parece que propôs isso na câmara e eu apoio totalmente.

Nos EUA, os alunos do Ensino Médio são obrigados a passar durante seis meses na matéria de Governo, onde aprendem toda a estrutura política e legislativa, aprendendo cada passo de uma ação judicial até que se torne lei nacional ou emenda constitucional, além de aprender a função de cada político dentro das esferas municipais, estaduais e federais.

Aqui, além de faltar informação sobre esse assunto, o aluno sai do ensino médio sem saber que impostos tem que pagar, porque cada imposto e qual a sua responsabilidade sobre a sociedade. Sociologia (ou Governo ou qualquer nome que queiram dar) é matéria obrigatória, muito mais importante que saber como formar matrizes ou como funciona o sistema nervoso dos celenterados!!!

William Junior Oct 29, 2014

É verdade Marco!

Precisamos muito avançar nestas questões. Vamos amadurecer a ideia.

Obrigado!

Usuários marcados:

Marcio Lincoln da Silva Oct 25, 2014

A Educação não deveria ser um direito. Deveria ser um dever, integral (internato ou externato opcional) e com esporte e/ou arte obrigatórios.

Mas sinceramente, estrutura, método pedagógico e recurso diferentes entre uma escola e outra não me convence que a educação é a mesma para todos. Professores e Médicos devem ser atrelados as suas instituições e por isso devem ganhar bem, pois, o processo de aprendizado é uma experimentação contínua entre o educador e o educando e isso leva tempo.Olhem para o ENEM e IDEB Fundamental e Médio. As Escolas associadas com melhores desempenho podem ser agrupadas da seguinte forma:

  • São Particulares por que pagam bons salários e retêem seus funcionários, algumas possuem boa estrutura.
  • São Colégios de aplicação por que conhecem e administram um ótimo processo pedagógico (experimental).
  • São Católicas por que possuem boa estrutura, reteem seus profissionais, exigem disciplina e possuem know-how centenário que valoriza a multidisciplinaridade experimental, e disciplina baseada em valores.
  • São militares por que possuem ótimas estruturas,desafiam seus alunos através do esporte, os alunps competem entre si, seus alunos já são pré-selecionados e exige-se disciplina.
  • Existe um grupo de escolas públicas - pontos fora da curva - que obtiveram êxito por desafiarem seus alunos não com tablet mas com xadrez, com experimentos em suas regiões

Ainda existe alguma dúvida da Educação que o Brasil precisa?

Aplicada a associação destes pontos acima mencionados chega-se a um modelo para ser replicado em cada região, faltaria apenas a viabilidade e manutenção da prática contínua de todos os esportes olímpicos no Rio de Janeiro a critério de cada aluno (obrigatória), salvo excessões devido a limites particulares. Quem é Pai sabe só deve haver uma opção: não ter opção até que nossos jovens descubram por si só o caminho para a Felicidade.

William Junior Oct 29, 2014

Precisamos de muitas mudanças Marcio. Mas também precisamos talvez focar em um ponto de partida.

Usuários marcados:

Marcel Peres Oct 25, 2014

Ótima ideia,parabéns.

Marcio Lincoln da Silva Oct 29, 2014

Willian, Boa Tarde!  Acho a sua idéia pra lá de válida, enquanto vivermos neste contexto errôneo sobre Política, quando a mesma trata de troca de favores em benefício do status. Vejamos claramente - o que são os problemas que a sociedade realmente enfrenta:

  • Distribuição de recursos (equaciona-se através de ciência)
  • Gestão Pública  (Administração em conceitos estatísticos - equaciona-se através de ciência ciência e não ciência política)
  • Falta de atletas adequados - sistema inadequado (equaciona-se através de ciênciaciência)
  • Logística (transportes - equaciona-se através de ciência)
  • Falta de água nas cidade e falta de moradia - (gestão de estoques - sistemas - equaciona-se através de ciência)
  • Inflação (sustentabilidade financeira e ambiental - equaciona-se através de ciência)

A maioria da população não sabe ler dados estatísticos portanto não "lê" ciência. A escola deveria servir mais do estoque de crianças enquanto os Pais trabalham, deveriam proporcionar 

Tudo bem, vai perguntar sobre Lei sobre o aborto: isto já não é gestão pública, mas é "Direito dos Cidadãos" - "Ius Civilis" e isto é Justiça, portanto, não é moeda de troca. 

Para entender melhor o que estou falando dê uma olhada no meu

Blog:     http://realidadecoemergente.blogspot.com.br/

Qualquer solução é válida desde que proveniente de algum equacionamento e qualquer teoria é valida até que não seja quebrada, mas que seja acima de tudo baseada em fatos/ evidências/ observação artística.

 

Sergio Galvão Nov 5, 2014

 

Valeu Willian,

Precisamos de jovens conscientes da importância da democracia, da transparência na gestão pública. Valeu mesmo!

Mas peço tua licença para falar também sobre o seguinte:

O ÁGORA RIO E OS ELEITORES MISTERIOSOS EM ALGUNS GRUPOS

Prezados colegas debatedores, em tempos de tantas denúncias de irregularidades com o patrimônio público, e gestores públicos com guardanapos na cabeça, venho através desta nota alertá-los sobre vários indícios de manipulação do sistema Ágora Rio, colocando totalmente em dúvida a transparência do sistema.  No dia 30/10, analisando rapidamente os dados das propostas mais bem votadas (nada contra as ideias em si, muito pelo contrário), descobri coisas muito preocupantes. Depois disso, tive convicção de que nós, participantes, estamos sendo enganados. Senão, vejamos, uma  pesquisa entre as propostas mais votadas de todos os grupos:

1ª. Ideia mais Votada:  Cestos Ecológicos de Bueiros para Evitar Enchentes - “Instalar nos bueiros da cidade os cestos ecológicos já instalados em alguns bairros”.

Comentários = 216                  Nr. Pontos = 214

                                               Votos a favor = 231

                                               Votos contra = 17

                                               Votos totais = 247

A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos e a Prefeitura se posicionaram favoravelmente.  Vejam apenas uma parte:

autor:  Parabéns Prefeito, boa idéia ...! ...sou muito grato ao Prefeito Eduardo Paes e a sua equipe da Seconserva que abraçaram o teste da ideia...

Seconserva :   Prezados, é com muito orgulho que recebemos todos esses comentários sobre um projeto nosso que foi testado de 2009 à 2012, obtendo alto índice de aprovação por todos os que conheceram.

autor:  Realmente Sra. Daniela temos que dar parabéns a iniciativa dos responsáveis pela colocação do projeto em prática aqui no Rio de Janeiro.

Prefeitura :   Boa, Secretaria de Conservação!

Depois disso, outras pessoas da Prefeitura fizeram comentários, e dezenas de aprovações foram registradas sempre que os órgãos públicos ou funcionários públicos se posicionaram sobre o tema, ou quando foram citados.

 

2ª. Ideia mais Votada:  Aterramento dos fios. - “poderia ser feito gradualmente com colaboração das empresas que normalmente quebram as ruas”.

Comentários = 36                     NR. Pontos = 141

                                               Votos a favor = 141

                                               Votos contra = 0

                                               Votos totais = 141

 3ª. Ideia mais Votada:  Colocação de Energia Solar Para Iluminação Pública - “Como já feito em outros lugares do mundo e em outros estados, coloraria nos postes placas solar para captação de energia”.

Comentários = 60                     NR de Pontos: 97

                                               Votos a favor = 97

                                               Votos contra = 0

                                               Votos totais = 97

Novamente aqui a Prefeitura do Rio posicionou-se formalmente: “A Prefeitura do Rio atua desde 2011 com testes do sistema híbrido de iluminação, com dois tipos de alimentação: eólica e solar...”.

4ª. Ideia mais Votada:  "Preservar o Parque Municipal Ecológico de Marapendi Íntegro".   Esta ideia proposta pela Urbanista Andréa Redondo tem o apoio de dezenas de outros reconhecidos urbanistas e defensores do meio ambiente.

Comentários = 194                  NR. De Pontos = 82 .                                              Votos a favor = 162

                                              Votos contra = 80

                                              Votos totais = 242

Também aqui a Prefeitura manifestou-se, mas de forma contrária à proposta de preservação do parque ecológico, e tentando justificar uma ação ilegal e imoral, que passa irresponsavelmente por cima de Lei Federal, além de contrariar pareceres técnicos e jurídicos; em claro benefício de grandes interesses privados. Os integrantes deste grupo de discussão fizeram várias denúncias sobre manipulações. Lá estão vídeos e filmes que denunciam as irregularidades. Para se ter uma idéia, em um único dia se observou a votação de cerca de 50 votos contrários à proposta, sem qualquer entrada de comentários justificando um só dos votos contrários.

 

 5ª. Ideia mais Votada:  Mobilidade Urbana 24 hr - “A ideia é simples, ampliar o horário de funcionamento dos transportes públicos da cidade. Metrô, trem, ônibus, BRT funcionando 24h..."

Comentários = 32                     NR. De Pontos = 80

                                               Votos a favor = 80

                                                           Votos contra = 0

                                                           Votos totais = 80 

 

6ª. Ideia mais Votada: Adolescentes Politizados - Educação Política e Cidadã - “Estimular o ensino da estrutura política brasileira nas escolas para educar os jovens a ter desde cedo uma consciência política”.

 Comentários = 42        NR. De pontos = 73

                                                           Votos a favor = 74

                                                           Votos contra = 1

                                                           Votos totais = 75  

 

 7ª. Ideia mais Votada: Redes Hidroviárias - Mobilidade e Conectividade- “Construção de estações hidroviárias (ex.: Barra da Tijuca) que permitam o transporte de passageiros através de barcas até o Centro do Rio."

Comentários = 90      NR. De pontos = 58

                                                           Votos a favor = 78

                                               Votos contra = 20

                                               Votos totais = 98

 

8ª. Ideia mais Votada: Crédito Verdes - Benefícios fiscais para os que utilizarem "meios ecologicamente corretos na produção de bens ou serviços ou consumo...". 

Comentários = 67                NR. De pontos = 55

                       Votos a favor = 109

                       Votos contra = 54

                       Votos totais = 163

 

Esta última proposta apresenta muita similaridade com o grupo pró-preservação do Parque Marapendi, ou seja: 1) não favorece grandes projetos/contratos corporativos privados,  2)praticamente todos os "debatedores" estavam alinhados com a proposta, mas  a ideia recebeu, inexplicavelmente, grande volume de votos contrários.

O primeiro ponto que nos chama a atenção, portanto, é a quase ausência de votos contrários nas propostas em geral; em contraste com as três propostas referidas: “Preservação do Parque...” com 50% de votos contrários; “Redes Hidroviárias” (proposta para transporte hidroviário), com 25% dos votos totais negativos; e a proposta "Crédito verde", com 33% dos votos negativos, enquanto nas demais o máximo foi de 7,4%. É até natural que ocorra um desinteresse geral em votar contrariamente às propostas, ou seja: se a pessoa não tem interesse no tema, e/ou entende que aquela proposta não a prejudicará, ela simplesmente se omite. Nos comentários destes três grupos praticamente todos os debatedores falaram a mesma linguagem; contrastando, porém, com o número de votos contrários. No grupo Preservação do Parque...”, através de 194 notas de participação, apenas dois ou três se manifestaram com dúvidas ou contrários. Entretanto, sorrateiramente, 80 votos contrários anularam 80 votos positivos na ideia, ou seja, 50% do total a favor (162), e sem qualquer justificativa ou argumento! Acessaram o site, e sem discutir a ideia, votaram expressivamente para negativar a proposta de preservar o parque. Quem teria interesse em entrar anonimamente no sistema e votar contra a Preservação do nosso patrimônio ecológico!?

Curiosamente, ideias que a prefeitura e alguns grupos privados apoiam, mesmo recebendo críticas e argumentos fortes contrários de vários debatedores, não recebem votos negativos; ao contrário daquelas que questionam a prefeitura e seus parceiros, ainda que os participantes estejam alinhados com a proposta.

Convicto de ter sido iludido verifiquei outras propostas e encontrei vários indícios de manipulação, com práticas recorrentes, que qualquer um de vocês, agora que alertados, poderão perceber com facilidade.

O mais evidente é a distribuição de votos contrários ou a favor, em relação ao posicionamento da prefeitura e suas secretarias. Vejam o comentário da prefeitura em um grupo que propõe a adoção de bagageiros nos ônibus que fazem ligação com aeroportos, curiosamente o mais votado do tema:

"Rodrigo. Muito obrigado pela sua ideia. Acho que você vai ficar feliz em saber que ela já vem sendo adotada aqui no Rio! O BRT Transcarioca, que liga a Alvorada ao Aeroporto Galeão, já conta com ônibus com bagageiros...”

Agora vejamos a discussão da proposta “Fim de transporte alternativo de passageiros em Kombis e Vans". Sem entrar no mérito, mas apenas para exemplificar os indícios de manipulação, este caso chega a ser grotesco, com exclusão de notas de manifestantes com opiniões contrárias à proposta! Certamente não é coincidência o fato que uma daquelas três ideias mais votadas também teve elevada proporção de votos contrários visto que também trata de transporte alternativo, o hidroviário.

Concluindo, o conjunto de aspectos estranhos e questionáveis expostos nesta análise sugere que estejam ocorrendo manobras espúrias; aponta para manipulação/má fé, de pessoas e/ou empresas com grandes interesses econômicos no Município.

O projeto Ágora Rio, que ao chamar a população para debater ideias sugere a imagem de transparência nos projetos da prefeitura relacionados aos JO, bem como para projetos futuros baseados na opinião da sociedade civil carioca; tem obrigação de esclarecer os pontos nebulosos detectados por vários "contribuidores" que aceitaram o convite para participar.

É necessário garantir, neste sistema, que os interesses privados não se aproveitem de um projeto, essencialmente bom, para legitimar ações ilegais e imorais e que vão de encontro aos melhores interesses da própria população!

Recomendo que vocês visitem a proposta “Preservação do Parque Ecológico de Marapendi Integro”, leiam as notas e tirem outras conclusões sobre a injustiça cometida contra a proposta. Para citar a opinião de apenas um especialista,  uma Urbanista internalcionalmente  conhecida, Ercília Herzog, que é  autora do livro “Cidades para TODOS: (re)aprendendo a conviver com a NATUREZA”. Veja a opinião dela sobre o assunto:

“O maior patrimônio da cidade é o ecológico-social. Os remanescentes de ecossistemas de Mata Atlântica que incluem restinga e mangue são essenciais para a qualidade de vida e podem ser um tremendo gerador de renda, que poderia atrair turistas do mundo todo. Essas áreas devem ser protegidas e conservadas, a população deve poder usufruir diretamente sem impactar nos processos e fluxos naturais.

Aqueles que assistiram a reportagem sobre o Rio São Francisco hoje, agonizante, em contraste com a sua pujança de poucos anos atrás entende perfeitamente a importância de preservar estas áreas ecológicas. Ao invés disso, a prefeitura, traindo o carioca, entrega essa riqueza para alguns poucos a destruírem, a troco de quê??????

Como vocês podem perceber, a proposta Preservação do Parque Ecológico...” em nada se contrapõe às demais propostas. Por esta razão venho propor uma participação geral nesta discussão, seguidos de muitos votos, não visando apenas a preservação do parque em si, mas, sobretudo para proporcionar o aumento da representatividade popular e fazer frente aos interesses privados que se colocam acima das leis e do interesse público.

Dessa forma estaríamos duplamente protestando contra:

1)    as benesses da prefeitura em favorecimento de grupos privados, às custas do povo carioca;

2)    os indícios de manipulação do sistema Ágora Rio, obrigando a prefeitura a se posicionar sobre o assunto, a fim de que também no futuro este sistema não venha a ser utilizado para legitimar atos administrativos suspeitos e sem qualquer transparência.

Secretaria Municipal Educação Nov 7, 2014

Olá, William. Muito obrigado pela sua ideia.

A Secretaria Municipal de Educação trabalha a questão da cidadania e educação política dentro das disciplinas de ciências humanas. Especificamente, a disciplina História debate esses assuntos de maneira mais profunda. Além disso, temos investido cada vez mais no caráter democrático e participativo das gestões escolares. Dentro desse enfoque, reafirmamos a importância dos Conselhos Escolares e Grêmios Estudantis com atividades que estimulem a autonomia, responsabilidade e transparência dentro do seu papel integrador, consultivo e fiscalizador. A Diretoria Executiva dos Grêmios Estudantis é escolhida através de eleição, por meio de voto livre e secreto entre os alunos, em etapas que obedecem a um cronograma estabelecido pela Coordenadoria de Gestão Escolar e Governança e acompanhada por uma Comissão Eleitoral, escolhida em Assembleia Geral, durante todo o pleito até a sua posse.
       
Cabe ressaltar que a prática democrática dentro da rede municipal vai muito além de escolhas e eleições. Ela tem como norteador o respeito à comunidade, a contribuição para o crescimento social e a abertura de um canal de escuta para que todos, sem exceção, tenham direito a voz e voto, por meio de seus representantes. Nesse processo é fundamental o papel dos gestores escolares no exercício diário de cidadania e no incremento do trabalho das lideranças do Conselho Escola Comunidade e do Grêmio Estudantil.

As escolas da Prefeitura também promovem votações para escolha dos diretores em suas unidades escolares. A escolha se dá pelo voto direto dos professores, funcionários, alunos e pais, pois entende-se que a participação da comunidade é fundamental no processo de votação. Essas ações são fundamentais para o processo de transformação da Educação.

Ágora Rio Nov 7, 2014

This idea has been advanced to the next phase

Ágora Rio Nov 17, 2014

This idea has been advanced to the next phase

Share