Desafio Ágora Rio

Categorias

Colocação de cancelas nos principais cruzamentos dos BRTs

Postado por Ágora Rio (Admin) Nov 17, 2014 Postado em

Informações gerais:

Autor: marcel peres

Fase de discussão:

  • Avaliações positivas: 60
  • Avaliações negativas: 6

 

Fase de avaliação:

  • Avaliação de 1 estrela: 10
  • Avaliação de 2 estrela: 0
  • Avaliação de 3 estrela: 1
  • Avaliação de 4 estrela: 1
  • Avaliação de 5 estrela: 10
  • Média: 3,05

 

Descrição:

Colocar cancelas, como a dos estacionamentos, nos principais cruzamentos, evitando batidas com os ônibus dos BRTs.

Comentários destacados:

De acordo com o autor da proposta, poderiam ser colocadas cancelas, como as dos estacionamentos, sincronizados com os sinais nos principais cruzamentos dos BRTs. Isso evitaria passagens e avanços arriscados, principalmente quando o sinal está amarelo. Casos de batidas e acidentes fatais diminuiriam. 

Essa publicação foi editada em nov 17, 2014 por Ágora Rio

Este post tem 1 assinante

Comentários (2)

caetanoand diz... Nov 20, 2014

Penso que melhor que cancelas seria evitar os cruzamentos. Fazer mergulhões como os já existentes em torno do Alvorada não seria viável? Principalmente em locais de trânsito caótico como na região da Taquara onde os cruzamentos só aumentam o trânsito ja existente.

Ágora Rio diz... Nov 23, 2014

Segundo o representante da CET-Rio presente no evento de discussão das ideias no Museu de Arte do Rio, "O CREA fez uma vistoria há um tempo no BRT Transoeste e propôs que colocássemos cancelas. Após um estudo, viu-se que não era viável, muito por conta da incidência de problemas da cancela, com a necessidade constante de acionamento manual. Para diminuir esses acidentes, então, reforçamos a sinalização. E a experiência foi testada também na Transcarioca, e até o momento não houve mais esse tipo de acidente."

 

"Acredito que com a redução do limite de velocidade e a fiscalização eletrônica, além de GPS monitorando cada BRT junto a esse reforço da sinalização, não é preciso a colocação de cancelas", concluiu.

EFETUE O LOGIN ou CADASTRE-SE AGORA para participar da discussão
Share